top of page
Buscar
  • Foto do escritorCaroline Leonel dos Santos

O desconforto como fonte de orientação




Se você, assim como a maioria de nós, foi ensinada que alguns sentimentos são negativos, é provável que diante do desconforto sua reação mais comum seja a fuga. Podemos tentar esconder (até de nós mesmas) o que estamos sentindo, na esperança de que o desconforto simplesmente desapareça.


Não quero romantizar os sentimentos difíceis, também não compactuo com a ideia de que o sofrimento tem sempre um aprendizado a nos oferecer. Mas entendo que represar o desconforto também vai no caminho contrário do alívio. Jogar para baixo do tapetinho da positividade não costuma ajudar.


Gosto de pensar no desconforto como um sinal de fumaça de que alguma coisa não vai bem, como se fosse uma solicitação, muitas vezes do nosso próprio corpo, para que algum sentimento possa ter espaço e ser notado com mais atenção.


Levar o desconforto a sério é uma forma de consultar nossas ferramentas e questionar o que precisa ser mudado. Para mim, essa aproximação, ainda que não seja fácil, faz mais sentido que dicas ou conselhos engessados, que não levam nossa singularidade em consideração.



Caroline Leonel, Psicoterapeuta. (CRP 13/169876)

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

תגובות

דירוג של 0 מתוך 5 כוכבים
אין עדיין דירוגים

הוספת דירוג
bottom of page